Início / Literatura / Simbolismo 1890-1915 Atividades com Gabarito

Simbolismo 1890-1915 Atividades com Gabarito

1) Simbolismo 1890-1915: (UFPB) O Simbolismo revela a crise da concepção positivista da vida que marca de forma particular as duas últimas décadas do século XIX, provocando, no campo das letras, o aparecimento de uma poesia caracterizada pelos seguintes aspectos:

a) Concepção mística do mundo, interesse pelo subjetivo, pelo indefinido e pelo mistério. Ao priorizar o conhecimento ilógico e intuitivo, distingue-se da poesia parnasiana também por apresentar uma maior flexibilidade formal.

b) Valorização da subjetividade, que se desdobra na tentativa de apreensão do momentâneo e do fragmentário, não sendo rara a presença de poemas de cunho memorialístico.

c) Concepção lúdica da arte, que tem como base teórica e filosófica a teoria da relatividade de Einstein, a teoria psicanalítica de Freud, a flosofa de Nietzsche e a teoria econômica de Marx, apontando para uma fguração mítica e/ou alegórica da existência.

d) Valorização do aspecto formal do poema, priorizando especialmente o gráfico, o visual, em detrimento do conteúdo, da sintaxe discursiva, da subjetividade e da temática nacional.

e) Valorização da imaginação, do subjetivismo, das emoções, donde avulta uma poesia marcada pela melancolia, pela solidão, pela angústia e desejo de evasão, apresentando, por outro lado, características que apontam para o nacionalismo e culto à natureza.

 

 

2) (Fuvest)

a) Qual a estética que mais explorou as sonoridades da língua, procurando aproximar a poesia da música?

b) Cite dois representantes dessa estética.

 

 

3) (Fuvest)

a) Em que século e em que movimento literário se situa a obra de Camilo Pessanha?

b) Dê razões que permitam situar sua obra nesse movimento.

 

 

4) (Fuvest) Só e Clepsidra são obras que pertencem a um mesmo movimento literário. Indique:

a) esse movimento;

b) o autor de cada obra.

 

 

5) Simbolismo 1890-1915: (UEL) Assinale a alternativa que contém apenas características da estética simbolista:

a) temática social; hermetismo; valorização dos tons fortes; materialismo; antítese.

b) temática intimista; ocultismo; valorização dos tons fortes; concretude; antítese.

c) temática intimista; hermetismo; valorização da transparência; espiritualidade; sinestesia.

d) temática bucólica; hermetismo; valorização do branco e da transparência; espiritualidade; antítese.

e) temática bucólica; ocultismo; valorização das tonalidades verdes; materialismo; sinestesia.

 

As Características do Romantismo no Brasil Atividades.

 

6) Simbolismo 1890-1915: (Vunesp) Assinale a alternativa em que se caracteriza a estética simbolista.

a) Culto do contraste, que opõe elementos como amor e sofrimento, vida e morte, razão e fé, numa tentativa de conciliar polos antagônicos.

b) Busca do equilíbrio e da simplicidade dos modelos greco-romanos, através, sobretudo, de uma linguagem simples, porém nobre.

c) Culto do sentimento nativista, que faz do homem primitivo e sua civilização um símbolo de independência espiritual, política, social e literária.

d) Exploração de ecos, assonância, aliterações, numa tentativa de valorizar a sonoridade da linguagem, aproximando-a da música.

e) Preocupação com a perfeição formal, sobretudo com o vocabulário carregado de termos científicos, o que revela a objetividade do poeta.

 

 

7) (UFV-MG) Assinale a alternativa em que todas as características de estilo são do Simbolismo.

a) Impassibilidade, vida descrita objetivamente, ecletismo.

b) correspondência sinestésica, alquimia verbal, introspecção psicológica.

c) Favor da forma, expressões ousadas, fidelidade nas

observações.

d) Atmosfera de imprecisão, realismo cru, religiosidade.

e) Complexidade, ressurreição dos valores humanos, materialismo pornográfico.

 

 

Atente: A E I O U

Manhã de primavera. Quem não pensa

Em doce amor, e quem não amará?

Começa a vida. A luz do céu é imensa…

A adolescência é toda sonhos. A.

O luar erra nas almas. Continua

O mesmo sonho de oiro, a mesma fé.

Olhos que vemos sob a luz da lua…

A mocidade é toda lírios. E.

Descamba o sol nas púrpuras do ocaso.

As rosas morrem. Como é triste aqui!

O fado incerto, os vendavais do acaso…

Marulha o pranto pelas faces. I.

A noite tomba. O outono chega. As flores

Penderam murchas. Tudo, tudo é pó.

Não mais beijos de amor, não mais amores…

Ó sons de sinos a fnados! O.

Abre-se a cova. Lutulenta e lenta,

A morte vem. Consoladora és tu!

Sudários rotos na mansão poeirenta…

Crânios e tíbias de defunto. U.

Alphonsus de Guimaraens

 

8) Simbolismo 1890-1915: (Vunesp) No poema A E I O U, as vogais que encerram cada uma das cinco estrofes são utilizadas não apenas para efeito de rima, mas para assumir valores simbólicos em relação às fases da vida do homem descritas em cada estrofe. Releia o poema e, a seguir, aponte:

a) o valor simbólico que A e U apresentam, respectivamente, na primeira e última estrofes;

b) uma característica da poética do Simbolismo que explique esse efeito buscado e obtido pelo poeta.

 

 

Leia:

Eu vi a luz em um país perdido.

A minha alma é lânguida e inerme.

Oh! quem pudesse deslizar sem ruído!

No chão sumir-se como faz um verme!

 

9) Simbolismo 1890-1915: (Provão do MEC) No poema que abre o livro Clepsidra, de Camilo Pessanha, está presente um dos temas recorrentes na poesia do escritor:

a) a fusão que se estabelece entre o ideal e o real, motivada pelo ensimesmamento do sujeito lírico.

b) a busca, através da palavra poética, da reconstrução de um universo fragmentado.

c) a expansão desmesurada do eu como resposta a uma realidade destituída de sentido.

d) a crise existencial do “eu lírico”, manifesta no desejo de despersonalizar-se.

e) o reconhecimento da palavra poética como instrumento de recuperação da transcendência perdida.

 

 

Leia:

Ficávamos sonhando horas inteiras,

Com os olhos cheios de visões piedosas:

Éramos duas virginais palmeiras,

Abrindo ao céu as palmas silenciosas.

As nossas almas, brancas, forasteiras,

No éter sublime alavam-se radiosas.

Ao redor de nós dois, quantas roseiras…

O áureo poente coroava-nos de rosas.

Era um arpejo de harpa todo o espaço:

Mirava-a longamente, traço a traço,

No seu fulgor de arcanjo proibido.

Surgia a lua, além, toda de cera…

Ai como suave então me parecera

A voz do amor que eu nunca tinha ouvido!

 

10) Simbolismo 1890-1915: (Mack) O texto do escritor brasileiro Alphonsus de Guimaraens exemplifca o seguinte princípio estético:

a) Sempre haverá uma poesia popular sem arte, e poetas populares sem apuro gramatical e métrico, versejando com o falar da gente rústica.

b) Jamais se deve arriscar o emprego de qualquer locução ambígua; sigo, como de costume, na esteira de Quintiliano (…)

c) Movimento de oposição à ordem estabelecida do Iluminismo, reúne um grupo de escritores para o qual o “gênio” se torna a palavra de ordem capaz de possibilitar a rejeição à disciplina e à tradição importada.

d) A busca de vagas sensações, dos estados indefinidos de alma, fazendo que a poesia se aproxime da música, tem como intuito “traduzir” um mundo de essências, um mais além, ora conhecido como o Ideal, ora como o Mistério, intraduzível por si mesmo.

e) Porém declaro desde já que não olhei regras nem princípios, que não consultei Horácio nem Aristóteles, mas fui insensivelmente depor o coração e os sentimentos da Natureza, que não pelos cálculos da arte e  operações combinadas do espírito.

 

🔵 >>> Acesse todos as nossas atividades sobre Literatura através deste link.

Gabarito com as respostas das atividades de Literatura sobre o Simbolismo 1890-1915:

1) a;

2) a) É a estética do Simbolismo.

b) Em Portugal: Camilo Pessanha, Antônio Nobre e Eugênio de Castro; no Brasil: Cruz e Sousa e Alphonsus de Guimaraens.

 

3) a) A obra Clepsidra de Camilo Pessanha, editada em 1920, expressa a poesia simbolista portuguesa do final do século XIX.

b) Entre outras, o autor é sugestivo e introspectivo, trabalhando o texto com musicalidade e cromatismo.

 

4) a) Pertencem ao Simbolismo português (1890/1915).

b) O autor de Só é Antônio Nobre; o de Clepsidra é Camilo Pessanha.

 

5) c; 6) d; 7) b;

 

8) a) Representam, respectivamente, o nascimento e a morte: “Manhã de primavera. (…) Começa a vida” e “Abre-se a cova. (…) A morte vem”.

b) O Simbolismo é sugestivo, por isso faz constantes apelos à audição, atribuindo ao texto musicalidade. O uso de assonâncias (repetição de vogais) e de aliterações (repetição de consoantes) aparece em cada estrofe do texto apresentado.

 

9) d; 10) d

Veja também:

simulado com questões sobre Estilo Barroco

Simulado com Questões sobre o Estilo Barroco

01. Estilo Barroco: (UFV-MG–2010) A preocupação dos autores da Literatura Brasileira, inseridos no estilo literário …

exercícios de literatura sobre Manuel Bandeira para enem e vestibular

Questões de Literatura sobre Manuel Bandeira

1) Manuel Bandeira: (Unifesp/2006) Sobre Manuel Bandeira, é correto afirmar que: a) a insistência em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Por favor desabilite o Bloqueador de anúncios nesta página e nos ajude a manter o site online.