Atividades sobre Coeficiente de Solubilidade

1) Coeficiente de Solubilidade: (Vunesp/2002) A poluição térmica, provocada pela utilização de água de rio ou mar para refrigeração de usinas termoelétricas ou nucleares, vem do fato de a água retornar ao ambiente em temperatura mais elevada que a inicial. Este aumento de temperatura provoca alteração do meio ambiente, podendo ocasionar modificações nos ciclos de vida e de reprodução e, até mesmo, a morte de peixes e plantas. O parâmetro físico-químico alterado pela poluição térmica, responsável pelo dano ao meio ambiente, é:

a) a queda da salinidade da água.

b) a diminuição da solubilidade do oxigênio na água.

c) o aumento da pressão de vapor da água.

d) o aumento da acidez da água, devido à maior dissolução de dióxido de carbono na água.

e) o aumento do equilíbrio iônico da água.

 

 

2) (Unifesp/2002) Uma solução contendo 14 g de cloreto de sódio dissolvidos em 200 mL de água foi deixada em um frasco aberto, a 30°C. Após algum tempo, começou a cristalizar o soluto. Qual volume mínimo e aproximado, em mL, de água que deve ter evaporado quando se iniciou a cristalização? (Solubilidade, a 30°C, do cloreto de sódio = 35 g / 100 g de água; densidade da água a 30°C = 1,0 g/mL):

a) 20.

b) 40.

c) 80.

d) 100.

e) 160.

 

 

3) (UFMG/06) Sabe-se que o cloreto de sódio pode ser obtido a partir da evaporação da água do mar. Analise este quadro, em que está apresentada a concentração de quatro sais em uma amostra de água do mar e a respectiva solubilidade em água a 25°C.

Considerando-se as informações desse quadro, é CORRETO afirmar que, na evaporação dessa amostra de água do mar a 25°C, o primeiro sal a ser precipitado é o

a) NaBr.

b) CaSO4.

c) NaCl.

d) MgCl2.

 

 

4) (Unifesp/05) As solubilidades dos sais KNO3 e NaCl, expressas em gramas do sal por 100 gramas de água, em função da temperatura, estão representadas no gráfico a seguir.

 

Com base nas informações fornecidas, pode-se afirmar, corretamente, que:

a) a dissolução dos dois sais em água são processos exotérmicos.

b) quando se adicionam 50 g de KNO3 em 100 g de água a 25°C, todo o sólido se dissolve.

c) a solubilidade do KNO3 é maior que a do NaCl para toda a faixa de temperatura abrangida pelo gráfico.

d) quando se dissolvem 90 g de KNO3 em 100 g de água em ebulição, e em seguida se resfria a solução a 20°C, recupera-se cerca de 30 g do sal sólido.

e) a partir de uma amostra contendo 95 g de KNO3 e 5 g de NaCl, pode-se obter KNO3 puro por cristalização fracionada.

 

 

5) Coeficiente de Solubilidade: (Ufmg/2008) Numa aula no Laboratório de Química, os alunos prepararam, sob supervisão do professor, duas soluções aquosas, uma de cloreto de potássio, KCl, e uma de cloreto de cálcio, CaCl2. Após observarem a variação da temperatura em função do tempo, durante o preparo de cada uma dessas soluções, os alunos elaboraram este gráfico:

Considerando-se as informações fornecidas por esse gráfico e outros conhecimentos sobre o assunto, é CORRETO afirmar que

a) a dissolução do CaCl2 diminui a energia cinética média das moléculas de água.

b) a dissolução do KCl é um processo exotérmico.

c) a entalpia de dissolução do CaCl2 é maior que zero.

d) a solubilidade do KCl aumenta com o aumento da temperatura.

 

Ligações Metálicas e Alotropia Atividades.

 

6) Coeficiente de Solubilidade: (PUC-Rio/2008) Observe o gráfico a seguir.

A quantidade de clorato de sódio capaz de atingir a saturação em 500 g de água na temperatura de 60°C, em grama, é APROXIMADAMENTE igual a:

a) 70.

b) 140.

c) 210.

d) 480.

e) 700.

 

 

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES:

O gráfico mostra a curva de solubilidade do sal dicromato de potássio em água.

7) (Fgv/2010) A solução indicada pelo ponto A e o tipo de dissolução do dicromato de potássio são denominadas, respectivamente:

a) insaturada e endotérmica.

b) insaturada e exotérmica.

c) saturada e endotérmica.

d) supersaturada e endotérmica.

e) supersaturada e exotérmica.

 

 

8) (Fgv/2010) Uma solução aquosa de dicromato de potássio, quando resfriada a 40°C, formou 240 g de sal cristalizado. Se essa mesma solução fosse resfriada a 10°C, teria formado 340 g de sal cristalizado. Considerando-se que a cristalização é completa nas temperaturas examinadas, pode-se afirmar que a massa dessa solução de dicromato de potássio é igual a:

a) 1000 g.

b) 950 g.

c) 890 g.

d) 800 g.

e) 315 g.

 

 

9) (Acafe/2012) Um técnico preparou 420 g de uma solução saturada de nitrato de potássio KNO3 dissolvida em água)em um béquer a uma temperatura de 60°C. Depois deixou a solução esfriar até uma temperatura de 40°C, verificando a presença de um precipitado.

A massa aproximada desse precipitado é:

(desconsidere a massa de água presente no precipitado)

a) 100 g.

b) 60 g.

c) 50 g.

d) 320 g.

 

 

10) Coeficiente de Solubilidade: (Ufg/2012) Uma solução saturada de K2Cr2O7 foi preparada com a dissolução do sal em 1,0 kg de água. A influência da temperatura sobre a solubilidade está representada na fgura a  seguir.

Com base nos dados apresentados, as massas dos dois íons resultantes da dissociação do K2Cr2O7 a 50°C serão aproximadamente, iguais a:

Dado: Densidade da água: 1,0 g/mL

a) 40 e 105 g

b) 40 e 260 g

c) 80 e 105 g

d) 80 e 220 g

e) 105 e 195 g

 

🔵 >>> Confira a lista completa com todos os exercícios de Química.

 

Gabarito com as respostas do simulado de química sobre Coeficiente de Solubilidade:

1) b;

2) e;

3) b;

4) e;

5) d;

6) e;

7) c;

8) a;

9) a;

10) d

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário