Exercícios sobre o Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste

01. Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste: (FUVEST-SP–2009) Considere as afirmações a seguir, relativas à ocupação do Centro-Oeste brasileiro, onde originalmente predominava a vegetação do Cerrado.

I. A vegetação nativa do Cerrado encontra-se, hoje, quase completamente dizimada, principalmente em função do processo de expansão da fronteira agrícola, que avança agora na Amazônia.

II. O desenvolvimento de tecnologia apropriada permitiu que o problema da baixa fertilidade natural dos solos no Centro-Oeste fosse, em grande parte, resolvido.

III. O modelo fundiário predominante na ocupação da área do Cerrado imitou aquele vigente no oeste gaúcho, de onde saiu a maioria dos migrantes que chegaram ao Centro-Oeste nos últimos 30 anos.

Está CORRETO o que se afirma em:

A) I, apenas.

B) II, apenas.

C) III, apenas.

D) I e II, apenas.

E) I, II e III.

 

 

02. (Fatec-SP–2009) Os cerrados brasileiros são formados por árvores com aspecto xeromórfico, com árvores tortuosas e espaçadas, com troncos de cortiça espessa e folhagem coriácea e pilosa, muitas vezes lembrando a caatinga arbustiva densa, da região do semiárido nordestino.

ROSS, J. (org.). Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp, 1996 (Adaptação).

O fator que pode explicar tal semelhança fisionômica entre os dois tipos de vegetação é:

A) a baixa umidade nos solos do Cerrado, com árvores com menor capacidade de captar e armazenar água do ambiente.

B) a baixa fertilidade natural dos solos do Cerrado, em geral muito ácidos, pobres em cálcio e nutrientes em geral.

C) a vigência de um clima tropical seco e de altitude no Cerrado, responsável por invernos mais chuvosos e verões mais quentes e secos.

D) o uso intensivo das queimadas como fator de manejo e controle do Cerrado, para eliminação de gramíneas.

E) o extenso desmatamento do domínio dos cerrados para a produção de soja e gado, tornando a região mais seca.

 

 

03. Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste: (UFRRJ) Observando-se o mapa a seguir, percebe-se a presença de bacias hidrográficas próprias de rios que têm direções divergentes. A explicação para o fato é de que a região funciona como:

JÚNIOR, José Arbex; OLIC, Nelson Bacic. Rumo ao Centro-Oeste. São Paulo, Moderna, 1996. p. 24.

A) concentradora de águas, em decorrência do regime das chuvas locais.

B) coletora de águas, em função das nascentes dos rios locais.

C) centralizadora de águas, em virtude da disposição do Planalto Central.

D) dispersora de águas, em função da disposição do relevo local.

E) divisora de águas, em virtude da atração hídrica da Bacia Amazônica.

 

 

04. (UEL-PR–2009) Assinale a alternativa que identifica CORRETAMENTE as condições regionais favoráveis à expansão do cultivo da soja no Centro-Oeste, a partir dos anos 1980.

A) Semelhança do ecossistema com aquele predominante no sul dos EUA, favorecendo o êxito na transferência de cultivares norte-americanos e a adoção de outras tecnologias de produção oriundas daquele país.

B) Incentivos fiscais disponibilizados aos produtores de trigo do Centro-Oeste, visando beneficiar igualmente a cultura da soja, que utiliza, no verão, a mesma área, mão de obra e maquinaria do trigo, cultivado no inverno.

C) Topografa adequada à mecanização, favorecendo o uso de máquinas e equipamentos de grande porte e a adaptação de novos cultivares às condições de clima e solo da região.

D) A existência de um sistema cooperativista dinâmico que apoiou fortemente a produção, a industrialização e a comercialização das safras de clima subtropical com boa distribuição anual das chuvas.

E) Substituição das gorduras animais (banha e manteiga) por óleos vegetais, aliada à intensa migração que possibilitou a formação de pequenas propriedades com mão de obra familiar mais adaptada ao cultivo da soja.

 

 

05. Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste: (UEMS–2009) A economia sul-mato-grossense caracteriza-se pelo forte predomínio do setor agropecuário voltado ao fornecimento de matérias-primas para a agroindústria, destacando-se grãos e carnes. Recentemente, a cultura da cana-de-açúcar expandiu-se no estado, ocupando áreas antes destinadas à soja e ao milho. Sobre essa questão, é CORRETO afirmar que:

A) a cultura da cana-de-açúcar baseia-se na pequena propriedade e na agricultura camponesa, por isso contribuirá para a melhoria na qualidade de vida e preservação do meio ambiente no estado de Mato Grosso do Sul.

B) no estado de Mato Grosso do Sul, estão sendo instaladas várias usinas de açúcar e álcool, mas o setor não tem recebido nenhum estímulo estatal ou incentivo fiscal.

C) mesmo representando uma atividade importante para a economia sul-mato-grossense, é sabido que esse tipo de cultura provoca danos ambientais e caracteriza-se por precárias condições de trabalho.

D) a implantação de usinas sucroalcooleiras, voltadas à produção da chamada energia “limpa”, implicará uma redução significativa do preço dos combustíveis no estado de Mato Grosso do Sul.

E) a expansão dessa cultura empregará mão de obra indígena, o que contribuirá para resolver os problemas que envolvem essa população no estado.

 

Exercícios sobre o Regionalismo Brasileiro Região Nordeste.

 

06. Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste: (UERJ–2010)

Fonte: O GLOBO, 21 abr. 2010.

Os altos salários renderam a Brasília a fama de ilha da fantasia. No chamado entorno da cidade, um milhão de pessoas vivem sem saneamento, utilizam transporte público de baixa qualidade e sofrem com a violência.

O GLOBO, 21 abr. 2010 (Adaptação).

A comparação entre a propaganda comemorativa do cinquentenário de Brasília e o trecho da reportagem explicita aspectos contraditórios do processo de crescimento urbano do Distrito Federal. Um dos principais aspectos responsáveis por essas contradições é:

A) Inexistência de recursos públicos destinados à infraestrutura habitacional.

B) Concentração fundiária derivada da demanda por mão de obra qualificada.

C) Retração das atividades industriais ligada à modernização do setor de serviços.

D) Intensificação do fluxo migratório associada à insuficiência de postos de trabalho formal.

 

 

07. (UFMG) Observe este bloco-diagrama representativo de uma paisagem natural do Centro-Oeste brasileiro:

A respeito das possibilidades de uso e ocupação dessa paisagem, é INCORRETO afirmar que:

A) a ocupação das superfícies planas e elevadas para a agricultura depende, fundamentalmente, do uso de insumos químicos e da correção prévia dos solos com o emprego da calagem.

B) a possibilidade de mecanização agrícola nas últimas décadas, favorecida pela topografa, aumentou o preço das terras nas superfícies elevadas e planas, quase sem valor até então.

C) as encostas do vale, pela sua declividade, podem ser destinadas à pecuária extensiva ou mesmo, conforme o caso, à implantação de unidades de preservação permanente.

D) os vales da região considerada, por suas características morfológicas, pouco se prestam para culturas permanentes tropicais em razão dos frequentes riscos de geada no inverno.

 

 

08. Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste: (PUCPR) A expansão da cultura da soja nas áreas do Cerrado brasileiro constitui um assunto polêmico, devido aos impactos ambientais que produz. Sobre isso, assinale V (VERDADEIRO) ou F (FALSO) para as afirmativas a seguir.

( ) Apesar dos solos de má qualidade, a rica flora do Cerrado quase não depende dos nutrientes do subsolo da região, pois as plantas nutrem-se diretamente da enorme quantidade de húmus que elas mesmas produzem. Assim, o desmatamento gera desertificação, pois diminui a lixiviação.

( ) O desmatamento do Cerrado não é um fenômeno atual, pois o Planalto Central brasileiro sempre foi uma das regiões mais populosas do país. Quando resolveram plantar soja ali, quase já não existiam mais espaços recobertos com vegetação nativa.

( ) A estação chuvosa, que na região do Cerrado brasileiro ocorre entre novembro e março, pode até acelerar a desertificação das áreas desmatadas, devido ao aumento do escoamento superficial.

( ) A expansão da soja no Cerrado consome bilhões de litros d’água para irrigação e também causa graves impactos ambientais no Pantanal Mato-grossense.

A sequência CORRETA para as afirmativas é:

A) F – V – F – V. D) F – F – V – F.

B) V – F – F – V. E) V – V – V – F.

C) F – F – V – V.

 

 

09. (UEPG-PR–2008) Sobre a região Centro-Oeste do Brasil, assinale o que for CORRETO.

01. As atividades econômicas da região têm se concentrado no campo industrial, sendo a agricultura e a pecuária relegadas a segundo plano.

02. O clima predominante é o clima tropical, com chuvas de verão e inverno seco. No inverno, a umidade relativa do ar pode atingir índices bastante baixos, comparados aos de desertos.

04. Esta região, com presença de florestas na porção do estado de Mato Grosso, tem estado livre de desmatamentos e de queimadas, sem a ocorrência de focos de incêndios nos últimos anos.

08. A maior parte do estado de Mato Grosso faz parte da região geoeconômica da Amazônia, e a sua porção sul está incluída na região geoeconômica do Centro-Sul.

Soma ( )

 

 

10. Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste: (UFPI–2007) A região Centro-Oeste ocupa cerca de 19% do território brasileiro. Considerando seus principais ecossistemas, pode-se assinalar como totalmente CORRETOS os da alternativa:

A) Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga.

B) Pantanal, Floresta Amazônica e Pantanal.

C) Cerrado, Floresta Amazônica e Pantanal.

D) Floresta de Araucária, Mata Atlântica e Cerrado.

E) Caatinga, Cerrado e Floresta de Araucária.

 

🔵 >>> Confira todos os nossos simulados com exercícios sobre a Geografia do Brasil.

 

Gabarito com as respostas das atividades de Geografia sobre o Regionalismo Brasileiro Região Centro-Oeste:

01. D; 02. B; 03. D; 04. C; 05. C; 06. D; 07. D; 08. C; 09. Soma = 10; 10. C