A expansão de Portugal Exercícios com Gabarito

01. A Expansão de Portugal:
Sob qual dinastia ocorreu a formação do Estado Nacio­nal português e quais eram as atividades econômicas de Portugal nessa época?


02. A Expansão de Portugal: Em 1383, ocorreu em Portugal a Revolução de Avis. Entre suas conseqüências, podemos citar:

a) a centralização do poder político e o incentivo às instituições feudais.
b) a descentralização do poder político e o incentivo às Grandes Navegações.
c) a descentralização do poder político e o incentivo ao comércio interno.
d) a centralização do poder político e a criação de empecilhos à expansão comercial.
e) a conclusão do processo de centralização do poder político e a criação de condições para as grandes navegações.


03. UFSCar-SP. O crescimento populacional na Europa Ocidental, a partir do século XI, implicou dificuldades sociais, devido à:

a) mentalidade teocêntrica típica da Idade Média, que condenava o trabalho produtivo.
b) descentralização política feudal, que impedia a livre circulação da mão-de-obra.
c) população exígua das cidades medievais, compri­midas no interior de muralhas.
d) regulamentação das Corporações de Ofício, que proibia a formação de artesãos.
e) baixa produtividade da economia medieval e a sua limitada possibilidade de expansão.


04. Unifor-CE. Assim como as Cruzadas dinamizaram o renascimento das atividades comerciais na Europa, a expansão ma­rítima provocou uma verdadeira revolução comercial, na medida em que a atividade mercantil passou a ser exercida em escala mundial. Em meio a esse processo, estruturava-se uma nova ordem socioeconômica, que alguns estudiosos denominam:

a) feudalismo.
b) capitalismo industrial.
c) capitalismo comercial.
d) capitalismo financeiro.
e) socialismo.


05. Unifacs-BA. Na Baixa Idade Média, o renascimento do comércio possibilitou:

a) a formação de associações corporativas, denomi­nadas confrarias, que defendiam os interesses dos mercadores.
b) a instituição, pela burguesia nascente, de governos próprios sob a proteção dos senhores feudais.
c) o retorno das transações financeiras com o reapa­recimento da moeda.
d) o fortalecimento da nobreza feudal a partir da cobrança de impostos sobre as atividades comer-ciais.
e) a cobrança de juros, nos empréstimos financeiros, com o apoio da Igreja.


06. UFPE. A Expansão de Portugal: Durante toda a Baixa Idade Média, a península Ibérica esteve envolvida:

a) em guerras entre os reinos de Portugal e de Na-varra.
b) na Guerra de Reconquista, em que os reinos cristãos lutaram contra os muçulmanos.
c) na guerra contra a formação dos Estados moder­nos europeus.
d) com a conquista da África e da Ásia.
e) com a organização das Cruzadas.


07. PUC-RS. Na Europa, entre os séculos XI e XV, ocorreram trans­formações sociais, políticas, econômicas e culturais, dentre as quais não se pode citar:

a) o desenvolvimento do capital comercial.
b) a dissolução gradual do trabalho servil.
c) a consolidação da influência bizantina na Igreja.
d) o surgimento de uma cultura antropocêntrica.
e) o início da centralização do poder político.


08. UEM-PR. A Expansão de Portugal: Sobre a crise da sociedade feudal européia (séculos XIV e XV), assinale o que for correto.

01. Em determinadas áreas da Europa Ocidental, ocorre a transformação das relações servis em relações contratuais, que paralelamente coexistem com um recrudescimento da servidão em outras regiões.
02. Nesse período, houve uma decadência das ativi­dades comerciais e uma regressão da vida urbana, sobretudo em razão das pressões da Igreja.
04. As revoltas urbanas e camponesas, as jacqueries da França, vinculam-se à miséria que caracteriza a vida dos trabalhadores urbanos e dos camponeses naquele período.

08. Em seus aspectos políticos, a crise do feudalismo possibilita uma crescente centralização do poder monárquico e o conseqüente surgimento dos Estados nacionais.
16. As inovações técnicas na guerra, a utilização de armas de fogo, exigem exércitos mais disciplinados e mais bem treinados que os dos cavaleiros me­dievais e colocam em xeque a cavalaria, instituição da nobreza.

Dê, como resposta, a soma das alternativas corretas.


09. Unifor-CE. Analise os textos abaixo.

I. “Agravaram-se as contradições entre o campo e a cidade. A produção agrícola não respondia mais às exigências das cidades em crescimento.”
II. “(…) a atividade comercial se estagnou devido, principalmente, à falta de moedas e à insuficiência de mercados. As minas de ouro e prata haviam se esgotado na Europa.”
III. “(…) a insuficiente produção agrícola e a estag­nação do comércio provocaram a fome que se alastrou pela Europa. A desnutrição e as más condições de higiene propiciaram a ocorrência de sucessivos surtos epidêmicos, dos quais o mais desastroso foi a chamada peste negra (…).”
IV. “(…) Os levantes dos servos, promovidos pela superexploração, foram tornando inviável a ma­nutenção das relações de servidão.”

Eles identificam fatores responsáveis:
a) pela crise do século XIV, que anunciou o final da época medieval.
b) pela extinção do escravismo, que anunciou o final da época moderna.
c) pelo declínio do Império Romano, que anunciou o final da época antiga.
d) pelo surgimento do feudalismo e pela descentra­lização política da Europa.
e) pela ruralização da Europa Ocidental e pelas invasões dos bárbaros no século IV.


10. A Expansão de Portugal: No século XIV, um acontecimento de grande importân­cia favoreceu a monarquia portuguesa. Foi:

a) a descoberta do Brasil.
b) a realização do périplo africano.
c) o início do comércio português com as Índias.
d) a Revolução de Avis.
e) o cruzamento do Cabo das Tormentas.


11. A Expansão de Portugal: Analise o significado político e econômico da Revo­lução de Avis.


12. UFRJ. O modo de produção feudal começou a desestruturar-se a partir do século XIV, na Europa, por alguns fatores. Dentre estes fatores, as revoltas camponesas têm uma importân­cia vital para entendermos a estrutura de dominação que se abatia sobre estes mesmos camponeses.

a) Explique uma causa das revoltas camponesas.
b) Cite outro fator, além das revoltas camponesas, que tenha contribuído para a crise feudal do século XIV.


13. Fuvest-SP. A partir do século XI, na Europa Ocidental, os poderes monárquicos foram lentamente se reconstituindo, e em torno deles surgiram os diversos Estados nacionais. Explique as razões desse processo de centralização política.


🔵 >>> Confira a nossa lista completa de exercícios sobre a História do Brasil.


Gabarito com as respostas dos exercícios sobre A expansão de Portugal:

01. Sob a dinastia de Borgonha, a partir de 1139. Por essa época, Portugal mantinha uma economia
agrária, mas já praticava pesca marítima e estava ligado ao comércio que vinha da Itália pelo mar Mediterrâneo e passava pela costa portuguesa para atingir o norte da Europa.

02. E;

03. E;

04. C;
05. C;

06. B;

07. C;
08. 29 (01 + 04 + 08 + 16);
09. A;

10. D;

11. A Revolução de Avis significou a concretização da aliança entre o rei e a burguesia de Portugal, o que, do ponto de vista econômico, provocou a ampliação do comércio português através das grandes
conquistas marítimas, a partir de fins do século XV.

12. a) As revoltas camponesas foram fruto do agravamento da exploração sobre os servos no quadro
da deterioração do modo de produção feudal na Europa.
b) Peste Negra e Guerra dos Cem Anos.

13. À medida que o sistema feudal entrou em crise, a partir do crescimento populacional ocorrido na Europa no referido século, lentamente a figura do rei voltou ao centro do poder político, uma vez que a crise do sistema implicava na progressiva perda de poder pelos senhores feudais. Os renascimentos comercial e urbano, mais as crises de fome e as epidemias, somadas à Guerra dos Cem Anos e à formação da burguesia, foram minando as forças políticas descentralizadas dos senhores feudais e implicando a formação de novas alianças, como a dos reis com suas respectivas burguesias nacionais.

Gostou desta lista de Exercícios? Não esqueça de compartilhar com seus amigos:

Deixe um comentário