Conflitos na África e na Ásia Simulado

1) Conflitos na África e na Ásia: (UERJ/2014) Tratados de Roma: 50º aniversário

A Europa foi, durante séculos, uma ideia, uma esperança de paz e de entendimento. Enfrentamos, na atualidade, grandes desafios que não conhecem fronteiras nacionais, e a União Europeia é a resposta que temos para lhes dar. Neste modelo europeu, conjugam-se sucesso econômico e responsabilidade social. A unificação da Europa veio dar vida a um sonho de gerações passadas. Manda a nossa história que preservemos tal fortuna para as gerações vindouras. Por isso nos une, cinquenta anos passados da assinatura dos Tratados de Roma, o objetivo de dotar a União Europeia de uma base comum e renovada.

(HANS-GERT PÖTTERING, ANGELA MERKEL e JOSÉ M. BARROSO Adaptado de europa.eu, 25/03/2007)

Os Tratados de Roma, assinados em 1957, instituíram a Comunidade Econômica Europeia e a Comunidade Europeia da Energia Atômica.

Apresente um aspecto da conjuntura internacional da época que justifique a assinatura dos Tratados de Roma. Em seguida, identifique dois desafios enfrentados pela União Europeia na atualidade.

 

 

2) Conflitos na África e na Ásia: (UEL/2014) As universidades da Europa, EUA e América Latina foram tomadas por movimentos estudantis na década de 1960. A fgura a seguir mostra um desses movimentos.

(Fotografia tirada durante os eventos que mobilizaram os estudantes da Universidade de Berkeley, Califórnia, Estados Unidos, em 1964. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/olha/mundo/ ult94u404879.shtm>. Acesso em: 25 maio 2013. Tradução: “Liberdade de expressão”.)

a) Considerando as informações fornecidas, identifique e descreva um elemento da imagem que caracterize os movimentos estudantis naquele período.

b) Discorra sobre um exemplo de movimento de contestação estudantil ocorrido no Brasil.

 

 

3) Conflitos na África e na Ásia: (UERJ/2014) O que unia toda a oposição ao programa de Margaret Thatcher era uma suspeita de que a filha do merceeiro estava determinada a monetarizar o valor humano, de que ela não tinha coração. Mas, se os leitores de hoje voltassem no tempo até o fim dos anos 70, poderiam ficar irritados ao descobrir que a programação da TV do dia seguinte era um segredo de Estado que não se compartilhava com os jornais. Thatcher transformou de tal maneira a vida cotidiana que hoje mal nos damos conta. A morte de Margaret Thatcher, em abril de 2013, ocasionou muitos debates na imprensa acerca de suas ações como primeira-ministra do Reino Unido entre 1979 e 1990, como exemplifica o texto.

Ian McEwan

Adaptado de Folha de São Paulo, 14/04/2013

No contexto internacional da época, a política econômica da governante britânica foi associada a estratégias vinculadas à prática do:

a) fordismo b) trabalhismo c) corporativismo d) neoliberalismo

 

 

4) Conflitos na África e na Ásia: (UFU/2012)

Bill Watterson, Disponível em: <http://kdimagens.com/imagem/por-que-a-gente-brinca-de-guerra-e-nao-de-paz-818>. Acesso em 6 jul. 2012.

 

O século XX é considerado o século dos Estados Unidos. O país tornou-se uma superpotência mundial, internacionalizou valores e comportamentos por meio de Hollywood, esteve presente em todos os conflitos mundiais e em grande parte dos conflitos regionais e construiu um império com a ampliação de sua área de influência após a Segunda Guerra Mundial.  Neste processo, as guerras empreendidas pelos Estados Unidos ao longo do século XX tiveram grande importância. Contudo, nem todos os norte-americanos aprovam as guerras empreendidas pelo país.

Na visão de BilI Watterson, a guerra é indesejável:

a) pois impõe a derrota a todos os lados envolvidos, inclusive aos Estados Unidos.

b) quando os Estados Unidos têm poucas chances de vencer o inimigo.

c) mas ensina à população, e em especial às crianças, que o bem deve vencer o mal.

d) porém própria da natureza humana, contra a qual não se pode lutar.

 

 

5) Conflitos na África e na Ásia: (UFSM/2013) Observe a figura:

Fonte: OLIVEIRA, Letícia; ALVES, Alexandre. Convexões com a História. SP: Moderna, 2010, vol. 3, p. 311.

A partir da tira, é possível inferir, a respeito do impacto das novas tecnologias nas sociedades contemporâneas,

a) o aumento do tempo dedicado ao lazer, devido à diminuição da jornada de trabalho.

b) a diminuição das horas de trabalho e a massificação do uso de fontes de energia alternativas, associadas à valorização do ócio e da vida natural.

c) a transformação das cidades em espaços de vida socioeconômica harmonizados com os ritmos do corpo e da natureza.

d) a presença constante dos meios de comunicação na vida cotidiana e a difusão de ideologia anticonsumista.

e) a aceleração do tempo histórico, devido a mudanças econômicas, sociais e políticas cada vez mais rápidas.

 

Redemocratização nos Países da America Latina Atividades.

 

6) Conflitos na África e na Ásia: (PUC-RJ/2012) Gamal Abdel Nasser foi um militar egípcio que liderou um grupo político denominado Movimento dos Oficiais Livres que, em 1952, derrubou o rei Faruk I e, no ano seguinte, assumiu o governo do país. Governou de 1953 a 1970, quando morreu. Suas políticas externa e interna foram um divisor de águas para o Oriente Médio e para todas as nações árabes.

Assinale a opção que apresenta as principais características do governo Nasser.

a) Orientação nacionalista, militarismo, pan-arabismo e alinhamento com os países do 3º Mundo.

b) Estado democrático, desenvolvimentismo agrário e alinhamento à política externa americana.

c) Pan-arabismo, anticomunismo e internacionalismo.

d) Alinhamento à política externa soviética, proibição de partidos religiosos e apoio a Israel.

e) Estado democrático, desenvolvimentismo nacionalista e pan-arabismo.

 

 

7) (UNESP/2013) O colapso e o fm da União Soviética, no princípio da década de 1990, derivaram, entre outros fatores:

a) da ascensão comercial e militar da China e da Coreia do Sul, o que provocou acelerada redução nas exportações soviéticas de armamentos para os países do leste europeu.

b) da implantação do socialismo nos países do leste europeu e da perda de influência política e comercial sobre a África, o Oriente Médio e o sul asiático.

c) dos altos gastos militares e das disputas internas do partido hegemônico, e facilitaram a eclosão de movimentos separatistas nas repúblicas controladas pela Rússia.

d) da derrubada do Muro de Berlim, que representava a principal proteção, por terra, do mundo socialista, o que facilitou o avanço das tropas ocidentais.

e) da ascensão política dos partidos de extrema direita na Rússia e do surgimento de um sindicalismo independente nas repúblicas da Ásia.

 

 

8) Conflitos na África e na Ásia: (UFSC/2014)

“A francesa deve votar”, diziam os cartazes em manifestação pelo sufrágio universal na França.

Disponível em: <http://ensaiosdegenero.wordpress.com/2013/01/26/igualdade-nossa-abstracao-revoluconaria/>Acesso em: 16 out. 2013.

Sobre manifestações e movimentos populares na história, é CORRETO afirmar que:

(01) Gandhi foi um líder da luta pela independência da Índia e defendeu a resistência pacífica da população através de boicotes a produtos ingleses, greves, jejuns e da recusa a pagar impostos.

(02) na Romênia do fnal da década de 1980, Nicolau Ceaucescu respondeu com violência às manifestações pela democracia naquele país. A repressão foi eficaz no sentido de impedir a queda do ditador.

(04) o movimento das sufragistas era composto de mulheres que reivindicavam o direito ao voto. As duas guerras mundiais foram importantes para ressaltar o papel feminino na sociedade, mas a conquista do direito ao voto foi desigual em diferentes países.

(08) a Guerra do Vietnã foi alvo de várias manifestações que ocorreram em diversas partes do mundo. “Faça amor, não faça guerra” foi um dos slogans presentes nas manifestações da década de 1960.

(16) as manifestações de Maio de 68 na França tiveram seu fim com a rendição do general De Gaulle e a escolha de Daniel Cohn-Bendit para a Presidência daquele país.

(32) diversas manifestações contra o apartheid ocorreram na África do Sul. A vitória de Nelson Mandela nas eleições presidenciais foi um dos elementos importantes para o restabelecimento dos direitos políticos e sociais dos negros no país.

(64) no final da década de 1980, uma multidão se reuniu na Berlim Oriental reivindicando o direito de passar para o lado ocidental da cidade. Apesar da pressão popular, a unificação das duas Alemanhas não pôde se concretizar.

 

 

9) Conflitos na África e na Ásia: (UNB/2012) Julgue o item a seguir, a respeito do processo de integração de espaços no mundo.

Ao fim da Segunda Guerra, a Europa perdeu a posição de supremacia: o Leste do continente submeteu-se à liderança soviética e a Europa Ocidental precisou do apoio norte-americano para se soerguer economicamente.

 

 

10) Conflitos na África e na Ásia: (Espm/2014) No momento em que Israel e palestinos retomaram negociações de paz, após quase três anos de interrupção, cabe lembrar um momento referencial para essa questão. Encerrada a Segunda Guerra Mundial e sob o impacto da revelação dos horrores dos campos de concentração nazistas na Europa, na sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas de 1947 foi aprovada a resolução no. 181 que recomendava:

a) a confirmação mandato de ocupação britânica em toda a Palestina, onde deveriam viver como súditos britânicos tanto judeus como palestinos.

b) a partilha da Palestina em dois Estados, um árabe e um judeu.

c) a concessão de todo o território da Palestina para a criação de um Estado judeu.

d) o reconhecimento do direito dos árabes muçulmanos ao território da Palestina, negando qualquer direito aos judeus.

e) o estabelecimento de um mandato da ONU sobre o território da Palestina a partir daquela data.

 

 

 

Gabarito com as respostas das questões de história sobre Conflitos na África e na Ásia:

1) A CEE foi criada com o objetivo de fortalecer os laços econômicos entre os países Europeus, como parte de um programa de recuperação pós-guerra que previa a livre-circulação de pessoas, dinheiro e mercadorias entre os países membros. A integração econômica levaria, ao fm e ao cabo, à integração política entre os países.

Os principais desafos da EU nos dias atuais são:

1. lidar com a questão da xenofobia;

2. lidar com o avanço econômico de países asiáticos, como o Japão e a China;

3. lidar com a crise econômica que assolou a Europa no início desta década;

4. lidar com os altos índices de desemprego nos países europeus.

 

2) a) A década de 60, chamada de “Década da Rebeldia”, foi caracterizada por uma efervescência cultural e política a nível mundial. Estão surgindo novos sujeitos históricos em busca de espaço e liberdade. Tratam-se dos movimentos feministas e estudantis principalmente. O movimento estudantil na década de 60 utilizava as passeatas como forma peculiar de luta conforme o cartaz “Free Speech”, revelando o clamor por liberdade de expressão; a bandeira americana, ostentada como símbolo da luta pelos direitos civis; a participação política dos estudantes, que indica o desejo de mudança da sociedade, a universidade sendo usada como espaço de luta política. Etc.

b) No Brasil no contexto da Ditadura Militar, 1964-1985, os estudantes vinculados a UNE realizaram diversas manifestações contrárias à truculência do regime militar. A passeata dos 100 mil realizada em 1968 contra a morte do estudante Edson Luís, a prisão dos estudantes no congresso da UNE ocorrido em Ibiúna (São Paulo), os conflitos entre os estudantes da Mackenzie e da USP em São Paulo, entre outros. Mais recentemente a luta dos estudantes pelo passe livre.

3) d; 4) a; 5) e; 6) a; 7) c;

8) (01 + 04 + 08 + 32 = 45);

9) Correto. A Segunda Guerra Mundial é considerada um divisor de águas na História; a partir de então o mundo passou a vir uma situação de bipolarização, com duas superpotências disputando a hegemonia internacional, no que se convencionou chamar “guerra fria”. Estados Unidos e União Soviética ampliaram a política expansionista, utilizando armas ideológicas, procurando caracterizar seus interesses a partir do conflito entre capitalismo e socialismo.

10) b

Deixe um comentário

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.