Exercícios de História sobre a Nova Ordem Mundial – 02

01. Nova Ordem Mundial: (CEFET-MG–2010) Talvez se possa dizer que o que predomina na mídia mundial é a imagem. Com frequência, as outras “linguagens” aparecem de maneira complementar […] ou propriamente subordinada à imagem. Tanto assim que a mídia apresenta aspectos e fragmentos das configurações e movimentos da sociedade global como se fosse um vasto espetáculo de videoclipe […] Ao lado da montagem, colagem, bricolagem, simulacro e virtualidade, muitas vezes combinando tudo isso, a mídia parece priorizar o espetáculo do videoclipe. Tanto é assim que guerras e genocídios parecem festivais pop, departamentos do shopping center global, cenas da Disneylândia mundial. Os mais graves e dramáticos acontecimentos da vida de indivíduos e coletividades aparecem, em geral, como um videoclipe eletrônico informático, desterritorializado entretenimento de todo o mundo.

IANNI, Octávio. O mundo do trabalho. In: FREITAS, Marcos Cezar de. (Org.). A reinvenção do futuro. São Paulo: Cortez, 1996. p. 39 (Adaptação).

A afirmação que NÃO apresenta um evento histórico relacionado às ideias do texto é:

A) A Guerra do Golfo marcou a cobertura jornalística ao vivo, pelo efeito fliperama proporcionado pelas câmeras que o Pentágono havia instalado em seus caça-mísseis.

B) A exibição repetida de imagens dos testes nucleares na Coreia do Norte teve como efeito a pressão da comunidade internacional para o desarmamento desse país.

C) O atentado terrorista ao World Trade Center provocou um novo ciclo das políticas internacionais em relação ao terrorismo e à cobertura jornalística.

D) A invasão do Iraque, retratada pela cobertura jornalística estadunidense, mostrou as duas faces de um conflito que acontecia em território iraquiano.

E) A invasão da Ossétia do Sul pela Geórgia provocou a atenção do mundo com a divulgação de vídeos de jornalistas atingidos na guerra.

 

 

02. (PUC Minas–2006) O mundo globalizado organiza o Estado-Nação sem as antigas delimitações fronteiriças e independentemente das diferenciações étnicas, diferentemente do que acontecia no século XIX e na maior parte do século XX. Sobre essa nova realidade, é correto afirmar, EXCETO:

A) A ascensão da hegemonia norte-americana no mundo impõe uma lógica de integração baseada na perspectiva do mercado capitalista.

B) O surgimento das teses neoliberais sugere a integração dos mercados como meio e fm da integração cultural.

C) Devido à crise do estado do bem-estar social, há uma diminuição do papel do Estado nas economias capitalistas.

D) O fortalecimento das economias socialistas propõe a defesa de um Estado forte a partir de seu grupo étnico dominante.

 

 

03. Nova Ordem Mundial: (FGV-SP) Leia atentamente as afirmações a seguir sobre a globalização e os blocos econômicos e assinale a alternativa CORRETA.

I. A desagregação do mundo soviético e, portanto, do bloco socialista reforçou política e ideologicamente os princípios do liberalismo.

II. A remoção das barreiras alfandegárias e o fim das diversas formas de protecionismo reforçaram a tendência da unificação dos mercados.

III. A maior potência da Comunidade Econômica Europeia é a Inglaterra.

IV. Em 1994, o presidente Clinton conseguiu que o Congresso americano aprovasse a criação de um mercado comum – NAFTA, reforçando as ligações comerciais entre o Canadá e os Estados Unidos.

V. Na América do Sul, foi criado o Mercosul com a intenção de eliminar os empecilhos à circulação de produtos, pessoas e capitais entre o Brasil, o Uruguai, a Argentina e o Chile.

A) Apenas II, III e IV estão corretas.

B) Apenas I e II estão corretas.

C) Apenas II, IV e V estão corretas.

D) Apenas III, IV e V estão corretas.

E) Apenas I, III e V estão corretas.

 

 

04. (UFRGS) A partir de 1980 e intensificando-se na década de 1990, a Europa vem passando por um processo de xenofobização e de expansão de nova forma de racismo contra imigrantes, que também se manifesta no continente americano. É característica desse renascimento da extrema-direita militante a afirmação de que os:

A) imigrantes destroem a cultura europeia e tiram os postos de trabalho dos europeus, gerando desemprego.

B) judeus foram responsáveis pela crucificação de Cristo.

C) negros e judeus são geneticamente primitivos e incapazes de criar cultura.

D) imigrantes estão se apropriando das empresas europeias e globalizando sua economia.

E) imigrantes aumentam o custo da produção por causa de seus altos salários e reduzem a competitividade da economia, gerando desemprego.

 

 

05. Nova Ordem Mundial: (FUVEST-SP) […] a atual renovação do mercado mundial auto-regulador já enunciou veredictos insuportáveis. Comunidades, países e até continentes inteiros […] foram declarados “supérfluos”, desnecessários à economia cambiante da acumulação de capital em escala mundial […] O desligamento dessas comunidades e locais “supérfluos” do sistema de abastecimento mundial desencadeou inúmeras divergências […] sobre “quem é mais supérfluo do que quem”.

ARRIGHI, Giovanni. O longo século XX, 1994.

Para tal situação, contribuíram decisivamente, na década de 1980:

A) a hegemonia do neoliberalismo e o colapso da União Soviética.

B) a crise da social-democracia e o sucesso dos Tigres Asiáticos.

C) o fracasso do Consenso de Washington e o êxito da China.

D) a dominação do keynesianismo e a estagnação da África e da América Latina.

E) a expansão do fundamentalismo islâmico e a desintegração do Leste Europeu.

 

Exercícios sobre a Descolonização Afro-Asiática.

 

06. Nova Ordem Mundial: (UNESP–2010) O petróleo não é uma matéria-prima renovável e precisou de milhões de anos para sua criação. A maioria dos poços encontra-se no Oriente Médio, na antiga União Soviética e nos EUA. Sua importância aumentou desde meados do século XIX, quando era usado na indústria e hoje é um dos grandes fatores de conflitos no Oriente Médio. Aponte as três primeiras grandes crises do petróleo nos últimos anos.

A) A primeira foi em 1973, quando os EUA tentaram invadir Israel para dominar os poços petrolíferos desse país; a segunda foi em 1979, quando foi criado o Estado da Palestina e eclodiu o conflito com a Arábia Saudita; a terceira foi em 1991, quando começou a guerra do Iraque.

B) A primeira foi em 1973, quando houve uma crise de produção no Oriente Médio, levando ao aumento do preço dos barris de petróleo no mundo todo; a segunda foi em 1979, quando o Kuwait se recusou a vender petróleo para os EUA; a terceira foi em 1991, quando começou a guerra dos EUA contra o Afeganistão.

C) A primeira foi em 1973, devido ao conflito árabeisraelense; a segunda em 1979, quando os árabes diminuíram a produção de barris; a terceira em 1991, que acabou gerando a Guerra do Golfo, quando o Iraque invadiu o Kuwait.

D) A primeira foi em 1973, quando o Iraque invadiu a Palestina; a segunda foi em 1979, período de baixa produção de petróleo no Oriente Médio; a terceira foi em 1991, devido à Guerra do Golfo.

E) A primeira foi em 1973, quando vários países do mundo exigiram a fundação da OPEP para controlar os preços dos barris de petróleo; a segunda foi em 1979, quando se deu o conflito árabe-israelense; a terceira foi em 1991, quando teve início a guerra da Palestina.

 

 

07. (Mackenzie-SP–2009 / Adaptado)

FOLHA ONLINE, 31 mar. 2008.

A crise imobiliária norte-americana, que despontava desde 2006, deu origem a uma crise de crédito que afeta o mercado em escala global, observada principalmente em 2008, já que as relações econômicas do mundo atual baseiam-se em relações de interdependência. Comparadas a crise mundial vivida entre 1929-1934 e a atual, assinale a alternativa que NÃO apresenta característica comum a ambos os momentos.:

A) A confiança depositada por grande parte da população norte-americana no crescimento econômico do país, em ambos os momentos, levou a sociedade a consumir cada vez mais às vésperas das crises.

B) Tanto a cotação das ações de empresas norte-americanas nas bolsas de valores, em 1929, quanto os títulos hipotecários repassados no mercado nos últimos anos não apresentavam o seu valor real de mercado.

C) Em épocas de recessão aguda, o governo norte-americano perde grande parte de sua capacidade de importar produtos, prejudicando o comércio internacional.

D) Nos dois momentos, assistimos a uma crise de liquidez do mercado, necessitando, em ambos os casos, da intervenção do governo para reerguer a economia.

E) Em 1929, os Estados Unidos eram a nação mais próspera do mundo, não existindo nenhum problema social, diferentemente da atualidade, em que a crise atingiu exclusivamente os imigrantes ilegais que trabalham e vivem no país.

 

 

08. Nova Ordem Mundial: (UFU-MG) Questiona-se atualmente qual o fôlego do desenvolvimentismo do peculiar socialismo chinês e se suas reformulações econômicas exigirão iguais mudanças políticas, dando os contornos a uma verdadeira Glasnost chinesa.

VICENTINO, Cláudio; SCALZARETTO, Reinaldo. Cenário Mundial. A nova ordem internacional. São Paulo: Scipione, 1992.

Tomando como referência a citação anterior, assinale a alternativa CORRETA:

A) Embora sejam reconhecidos os avanços no plano econômico, politicamente o governo chinês mantém o centralismo e o autoritarismo, tal como se verificou em Pequim no Massacre da Praça da Paz Celestial. Naquele momento, os estudantes lutavam contra a influência cultural norte-americana, contra as privatizações e pelo fortalecimento do Partido Comunista Chinês.

B) A base das reformas econômicas na China, a partir da década de 1980, foi a criação de uma economia mercantil planificada, com investimentos na importação de tecnologia e abertura para empresas estrangeiras, aproveitando o potencial da farta mão de obra e do excelente mercado consumidor.

C) Em função da supervalorização da mão de obra, com os altos salários pagos aos operários chineses, e da concorrência da exportação de produtos agrícolas feita por Taiwan, os produtos chineses ficaram restritos ao comércio com o Sudeste Asiático.

D) A devolução de Hong Kong pelos ingleses à China foi fruto de intensos conflitos que envolveram recentemente os dois países, culminando com a implantação de eleições livres e a formação de uma bolsa de valores naquela região.

 

 

09. (PUCPR) O presidente dos EUA, George W. Bush, praticou a doutrina de ação militar preventiva contra inimigos, para justificar a guerra contra o Iraque em 2003. No pós-Guerra Fria, como intervenções norte-americanas:

I. os EUA lideraram a coalização internacional que expulsou tropas iraquianas do Kuwait (1991).

II. em consequência dos atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova Iorque, os EUA derrubaram o governo fundamentalista do Taleban no Afeganistão.

III. em 1995, os EUA enviaram tropas para o Vietnã do Sul no combate contra os comunistas do Vietnã do Norte.

IV. a CIA forneceu ajuda ao presidente da Colômbia, Hugo Chávez, ameaçado de perder o cargo por causa de uma greve de funcionários da empresa estatal de petróleo daquele país (2002).

Estão CORRETAS:

A) apenas I e III. D) II, III e IV.

B) apenas I e II. E) apenas II e IV.

C) I, II e IV.

 

 

10. Nova Ordem Mundial: (Enem–2003) No dia 7 de outubro de 2001, Estados Unidos e Grã-Bretanha declararam guerra ao regime Talibã, no Afeganistão. Leia trechos das declarações do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e de Osama Bin Laden, líder muçulmano, nessa ocasião: George Bush:

Um comandante-chefe envia os flhos e flhas dos Estados Unidos à batalha em território estrangeiro somente depois de tomar o maior cuidado e depois de rezar muito. Pedimos-lhes que estejam preparados para o sacrifíciodas próprias vidas. A partir de 11 de setembro, uma geração inteira de jovens americanos teve uma nova percepção do valor da liberdade, do seu preço, do seu dever e do seu sacrifício. Que Deus continue a abençoar os Estados Unidos.

Osama Bin Laden:

Deus abençoou um grupo de vanguarda de muçulmanos, a linha de frente do Islã, para destruir os Estados Unidos. Um milhão de crianças foram mortas no Iraque, e para eles isso não é uma questão clara. Mas quando pouco mais de dez foram mortos em Nairóbi e Dar-es-Salaam, o Afeganistão e o Iraque foram bombardeados e a hipocrisia ficou atrás da cabeça dos infiéis internacionais. Digo a eles que esses acontecimentos dividiram o mundo em dois campos, o campo dos fiéis e o campo dos infiéis. Que Deus nos proteja deles.

O ESTADO DE S. PAULO, 8 out. 2001 (Adaptação).

Pode-se afirmar que:

A) a justificativa das ações militares encontra sentido apenas nos argumentos de George W. Bush.

B) a justificativa das ações militares encontra sentido apenas nos argumentos de Osama Bin Laden.

C) ambos apoiam-se num discurso de fundo religioso para justifcar o sacrifício e reivindicar a justiça.

D) ambos tentam associar a noção de justiça a valores de ordem política, dissociando-a de princípios religiosos.

E) ambos tentam separar a noção de justiça das justificativas de ordem religiosa, fundamentando-a numa estratégia militar.

 

🔵 >>> Confira todas as nossas questões sobre a História Mundial.

 

Gabarito com as respostas das atividades de História sobre Nova Ordem Mundial:

01. B; 02. D; 03. B; 04. A; 05. A; 06. C; 07. E; 08. B; 09. B; 10. C

Spread the love